Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 06 de Junho de 2018

Texto-Pivot: Foi a partir da década de 70' que as tatuagens se tornaram numa nova moda... Apesar destas serem um fenómeno em desenvolvimento, existem ainda muitas dúvidas sobre esta forma de arte.

 

 

Entrevistado 1: Eu tatuo porque me faz sentir bem, não é propriamente porque tenha um significado. Claro que há muita gente que tatua por causa do significado, não é? Mas eu não é por causa disso, ou é porque gosto do desenho, ou porque na altura me apetece tatuar...

 

Voz-Off 1: Entre a agulha e a tinta… surge uma nova forma de arte que facilmente torna a tatuagem…num vício.

 

Entrevistado: Depois que faz a primeira e vê que não é aquela dor toda, que estava a esperar, e que aquilo é tipo como se fosse um arranhão, a pessoa quer sempre mais e mais e mais e mais. Não sei a tatuagem faz a pessoa se sentir mais forte, mais confiante em si mesmo, esteticamente...

 

Voz-Off 2: Com a cultura das tatuagens surgiu o body piercing que…consiste na perfuração do corpo onde poderá ser colocada uma peça de joalharia e que tem sido alvo de juízos de valor.


Entrevistado 3: A tatuagem é muito mais aceitável no mercado do que o body piercing, devido do body piercing só ter aparecido no mercado nos anos 90' e hoje em dia ainda continua a ser um choque para muita gente, muito mais em Portugal que as pessoas são muito mais conservadoras em relação ao resto da Europa.

 

Entrevistado 2: Hoje em dia está muito melhor, muito mais aceitável do que praí há 5 ou 6 anos atrás. Agora já viram um boom da tatuagem, agora virou uma moda muito grande e agora está a ser mais aceitável no mercado.


Voz-Off 3: Entre a paixão pela tatuagem e o gosto pela arte, os seus praticantes não esquecem que existe ainda aspetos a melhorar.

 

Entrevistado 3: Muita coisa, em Portugal está tudo por fazer por assim dizer. Não existe leis que nos cubram, não existem leis que nos assegurem, porque nós trabalhamos com saúde pública.

 

Voz-Off 4: Do desenho para a pele permanece o gosto pela cor e desejo de poder continuar a tatuar.

publicado por Maria João Silva às 15:15

pesquisar
 
Junho 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
30


Últ. comentários
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro