Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

Texto pivô: No dia 17 de Maio celebra-se o dia mundial contra a homofobia. A comunidade e alguns bares gays comemoram através dos shows de transformistas.

Voz off 1: A homossexualidade é o tema e para os que frequentam estes bares, há uma diferença na forma como são recebidos...

Entrevistados 1: É o à vontade a nível da nossa noite e da nossa parte. Sem falar que é um ambiente que nos é familiar, visto que não há depravação, não há supostamente o que o pessoal pensa que nestas noites há.

Voz off 2: O transformismo faz parte da vida das artistas desde sempre, mas só na última década é que a cidade do Porto tem conhecido esta arte. Aparentemente, o público reage com entusiasmo...

Entrevistado 2: Sempre fui muito bem recebida, aliás este espetáculo foi, sempre, será e é muito bem recebido. As pessoas reagem muito bem ao espetáculo quando é bem feito, quando é com respeito, somos muito bem-recebidas.

 Voz off 3: Os estereótipos e os preconceitos relativos à comunidade gay são os principais fatores que levam à existência destes bares.

Entrevistado 3: Os bares gays eram somente bares gays para dançar e beber copos, mas acho que o transformismo faz parte da cultura gay e era necessário haver algo diferente.

 Voz off 4: A arte do transformismo ou a arte de ser Drag é uma longa tradição de pisar o palco com roupas, vozes e acessórios atribuídas ao género oposto. Para aqueles que admiram estes shows, a performance exige talento e, acima de tudo, coragem.

publicado por Ana Rita Castro e Mara Craveiro às 12:20

pesquisar
 
Maio 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17
18

19
20
24
25

26
27
30
31


Últ. comentários
https://verdade-rigor-honestidade-diferente.blogsp...
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro