Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2018

 

TEXTO PIVOT
No concelho de Ovar, em Esmoriz, um negócio de família continua a dar cartas no fabrico de móveis, há mais de uma década.

VOZ OFF1
Prego a fundo para mais um dia de trabalho
Esta sociedade de dois irmãos Adão e Tavares emprega parte da família, onde pais e filhos trabalham em conjunto em prol do negócio.

VOZ ENTREVISTADO
Surgiu após a insolvência de uma sociedade que não era bem uma sociedade, era um negócio que tinhamos em família com o nosso pai só que as ideias depois não se conciliavam umas com as outras então decidimos avançar, eu e o meu irmão, para uma sociedade e montar o nosso próprio negócio.

VOZ OFF2
A concorrência no setor mobiliário é forte muito devido às grandes empresas. Para o negócio resistir é necessário ter outro tipo de cuidados

VOZ ENTREVISTADO
Apostando também nos móveis fora de medida, porque essas grandes empresas têm mais dificuldade, em fabricar esse tipo de móveis, nós fabricamos móveis personalizados, mas acima de tudo apostando na qualidade

VOZ OFF3
A dificuldade em projetar o futuro do negócio não surge apenas através de empresas concorrentes

VOZ ENTREVISTADO
Para o estado as pequenas empresas são, o que nós chamamos, as médias empresas. Porque nós também somos uma pequena, micro, empresa. Nós somos apenas 8 pessoas... e para micro empresas é sempre muito complicado porque fazem muitas exigências, é preciso projetos económicos... Nós temos subsistido com muito trabalho, trabalhamos muitas horas. Eu e o meu sócio entramos às oito e meia da manhã e muitas vezes oito e meia da noite é quando nós estamos a sair, só assim é que nós temos conseguido manter a empresa viável

Voz OFF4
A fábrica abriu portas em 2003 e promete seguir o caminho a que se propôs, na qualidade e no trabalho.

publicado por fabio às 12:42

pesquisar
 
Janeiro 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Últ. comentários
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro