Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 07 de Março de 2018

Texto-pivô: A cerveja artesanal é uma alternativa para a procura de novos sabores. O processo de fabrico desperta a curiosidade dos clientes. Na Fábrica da Picaria, é possível acompanhar passo a passo.

 

 


Voz-off: Uma bebida apreciada por muitos.

Entrevistado 1: É um sabor muito mais intenso. Consegue-se sentir diferentes sabores quando é mais frutado, quando é mais amargo.

Entrevistado 2: Tem um sabor muito mais puro e realmente é o que sobressai comparativamente às cervejas 'normais'.

Voz-off: Uma vez por mês, a cerveja artesanal é feita em cinco passos. Com malte, levedura, lúpulo e água.

Entrevistado 3: Começamos pela moagem. Temos o malte em cereal e moemo-lo. A seguir é a brassagem que consiste na mistura de água quente com esse pó do cereal moído. Na ebulição acrescentamos numa primeira fase, no início, o lúpulo amargo que dá o amargo à cerveja e o no fim, acrescentamos o lúpulo de aroma. Temos uma fase... Uma centrifugação que fazemos para ainda tirar alguns açúcares do musto. A seguir passa para as cubas, onde a cerveja fermenta e estagia até ficar pronta a servir.

Entrevistado 1: Acabam por conseguir dar ao público uma coisa diferente, uma coisa inovadora que desperta alguma curiosidade mesmo para os turistas.

Entrevistado 2: Vais pela rua e não imaginas que é uma fábrica de cerveja, mas quando entras- 'Uau'!. Supera as expectativas. Está muito bem conseguido.
Principalmente que a façam e ponham na mesa a própria cerveja.

Entrevistado 3: Nas cervejas artesanais não é tão rígido. As cervejas são sempre ligeiramente diferentes umas das outras. As industriais são feitas ao milímetro.

Voz-off: Só existem três bares-fábrica na baixa do Porto. Por enquanto, o negócio da cerveja artesanal continuará a maturar.

publicado por Leonor Ferraz às 14:19

pesquisar
 
Março 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro