Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 13 de Junho de 2018

Texto pivot: Continua a crescer o número de pessoas que conhecem pessoas através das redes sociais. Especialistas alertam para a necessidade de pensar o problema.

 

 

 

Voz off: São inúmeros os casos de jovens que usam a internet para criar amizades. Leonardo e Carla são dois exemplos entre milhares.

 

Entrevistado 1: Entre sair com os amigos, ir à praia ou à piscina, as eu prefiro ficar em frente ao computador. Conheço várias pessoas dos cantos do país e algumas na Rússia, na Inglaterra por causa dos jogos online. Eu falo com muitas delas quase diariamente.

 

Voz off: Carla também conseguiu construir uma relação estável apesar da distancia.

 

Entrevistado 2: conhecemo-nos há sete anos através do Facebook. Eu tinha 13 anos e ele 14. De repente demos conta que andávamos sempre a correr para o computador para falarmos um com o outro. Na altura não tínhamos um smartphone e isso chateava muito a minha mãe.

 

Entrevistado 1: Os meus pais não conhecem bem esta realidade. São mais antigos e isso. Sabem que eu costumo jogas jogos online mas não sabem que eu conheço pessoas através destes jogos ou através das redes sociais

 

Entrevistado 2: Hoje já tenho noção do risco que corri quando comecei a falar com uma pessoa que não conhecia. Eu contava-lhe o meu dia, onde ia, o que fazia. Na altura eu não via nenhum problema nisso, como é óbvio. Mas no Facebook nunca sabemos quem é que realmente é amigo ou não.

 

Voz off: Numa era em que muitas criticam as relações virtuais é necessário pensar no problema e pensar em soluções 

 

Entrevistado 3: O problema não está na internet, nas redes sociais, nos meios. Está no uso abusivo que deles é feito. Se nos ensinamos as nossas crianças a ler, a contar, a escrever se calhar faria sentido - e já há países que fazem isto, nomeadamente o Canadá - que assumem como obrigação do estado a ensinar comportamentos saudáveis.

 

Voz off: o certo é que hoje estamos perante um panorama social a que não podemos fechar portas.

publicado por Ana Miranda às 14:17

pesquisar
 
Junho 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
30


Últ. comentários
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro