Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 02 de Maio de 2018

Texto pivô: A Geração Z cresceu embalada pela tecnologia. O Instagram é uma das aplicações móveis com mais adeptos e, nos últimos anos, tem mudado o paradigma nas relações sociais.

Voz off 1: A Ana é blogger e tem 7150 seguidores. Quando questionada sobre a importância que o Instagram tem na sua vida, não hesita.

 

Vivo 1: Neste momento é muita porque me ajuda a partilhar os conteúdos do blog, ajuda a arranjar mais parcerias e a evoluir nesse campo. Eu tento procurar ser eu própria no Instagram porque eu vejo muita gente que não é ela própria e tenta mostrar outra pessoa, mas eu tento mostrar eu mesma tanto que sem ser no Instagram eu fiz um blog há pouco tempo das minhas viagens a Lisboa e eu aparecia de toalha na cabeça, t-shirt por cima do pijama, tento ser mesmo eu própria. Em relação a seguidores, seguidores voltam, vêm, tipo o que interessa é aquelas pessoas que te acompanham desde o início e aquelas que chegam e querem te acompanhar. Acho que já pensei muito mais nos números do que penso agora. Se sentir que estou mais de 2, 3 dias sem partilhar alguma coisa sinto que estou a falhar.

 

Voz off 2: Enquanto Ana não fecha portas ao Instagram, João apenas 1 ano mais velho exclui a necessidade de fazer parte.

 

Vivo 2: A minha relação com o Instagram é inexistente. Nunca tive, nem penso ter. Acho que tira muita humanidade às relações humanas. Acho que passam a ser demasiado online para passarem…. Para deixarem de ser tão verdadeiras. O número de seguidores no Instagram sim acredito que possa influenciar muito e iludir muito sobre aquilo que é a vicissitude humana. O número de amizades, a força que uma amizade pode ter. Há pessoas que fazem da rede social uma vida normal, uma vida do dia à dia, uma coisa com a qual eu não concordo… E essas pessoas não é por terem imensos seguidores e imensos gostou ou whatever…. Isso não quer dizer que sejam pessoas verdadeiramente sociais.

 

Voz off 3: Ainda que seja uma aplicação utilizada por grande parte dos jovens, há quem precisa ficar de lado. Mas há um ponto que fica claro. O Instagram entre outras redes sociais está a reinventar a interação nas relações humanas.

publicado por Bárbara Dixe Ramos às 15:24

pesquisar
 
Maio 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Últ. comentários
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro