Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 14 de Março de 2018

Texto-Pivô: Com 35 anos, o Centro Comercial Stop é palco para vários músicos. Há quem a considere a ‘Casa da Música’ do Porto.

 

 

 

Entrevistado 1: No início, não foi fácil. Começaram a ficar as lojas vazias e eles tinham que recuperar o dinheiro das lojas em alguma coisa e alugaram tudo para música.

 

Voz-off: Em 20 anos, 104 das 131 lojas do Stop tornaram-se desde estúdios de gravação a salas de ensaio.

 

Entrevistado 2: Algumas pessoas têm medo de entrar no corredores, mas dentro das próprias salas é um mundo deles. Acho que não há nenhuma sala igual.

 

Entrevistado 3: Nós, aqui, no primeiro piso, ouvimos um género de música, se formos ao segundo piso, temos outro género de música. Há uma certa união entre os músicos daqui, eu conheço os músicos que ensaiam deste lado- são uns porreiraços- e deste lado, também- são uns porreiraços.

 

Entrevistado 1: Dou-me bem com todos. Eles respeitam-me e eu respeito a eles. Sejam góticos ou não, tenham cabelo grande… Para mim, são todos iguais.

 

Entrevistado 4: Há esta possibilidade de fazer barulho que num espaço de escritórios e habitações não é possível.

 

Entrevistado 2: É muito útil quer para nós que nos sustenta, quer para a Cidade do Porto, porque imagine ter esta quantidade de músicos em cada cantinho da cidade a incomodar os moradores.

 

Entrevistado 1: Às vezes quando me pedem, vou às lojas ver o que é preciso.

 

Entrevistado 4: Ser aquilo que é com melhoramentos, eu acho que isto pode ser um sítio incrível de construção musical.

 

Entrevistado 1: A menina vê que eu tenho um rádio ligado e se passar uma música que eu sei, também cantarolo.


Voz-off: Apesar do futuro intermitente, no centro comercial Stop nada pára a música.

publicado por Leonor Ferraz às 15:10

pesquisar
 
Março 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
https://verdade-rigor-honestidade-diferente.blogsp...
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro