Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Terça-feira, 06 de Janeiro de 2015

 

Texto pivô: Os saldos estão de volta! As ruas do Porto estão repletas de pessoas e a confusão está instalada.

 

Voz-off1: Na Rua de Santa Catarina já se nota azáfama nesta época de saldos. Será que as pessoas notam a diferença de preços na altura de saldos? É isso que vamos descobrir.

 

Entrevistado 1: Eu acho que acabam por ser iguais só que, a palavra “saldos” intitulada na cabeça das pessoas é bastante mais agressivo, porque as pessoas pensam em saldos como uma coisa fantástica quando nem é assim nada de especial.

Entrevistado 2: Sim porque as sapatilhas custavam 139 e levo-as por 100.

Entrevistado 3: Porque a gente quando chega aqui vê o “saldos” que já são aqueles saldos que são mesmo saldos que são coisas já muito ultrapassadas.

Entrevistado 4: Normalmente as lojas durante o ano vão fazendo promoções e depois quando chega os saldos não se nota muita diferença.

Entrevistado 5: Não sei, não vi sinceramente. Aproveitei agora os saldos só para vir em especial agora, mas não, não acompanho muito.

 

Voz-off 2: Apesar da divergência de opiniões, as pessoas vão aproveitar para comprar algumas coisas.

 

Entrevista 1: Estou a pensar em comprar de prenda de aniversário da minha mãe que vem a calhar depois dos saldos.

Entrevistado 4: Roupa e talvez um computador.

Entrevistado 3: Já comprei camisa… Ou melhor para mim? Para mim só comprei uma leggings e umas camisolas.

Entrevistado 2: Umas sapatilhas ao meu filho.

 

Voz-off 3: Apesar do frio que se faz sentir, as pessoas não perdem o ritmo. A corrida aos saldos termina a 28 de fevereiro, até lá pode aproveitar os descontos.

 

Texto: Joana Oliveira

Imagem: Juliana Neves

tags: , , , ,
publicado por Joana Oliveira às 21:01

Terça-feira, 27 de Maio de 2014

Texto pivô:

O dia Internacional das Crianças Desaparecidas é assinalado a 25 de Maio. O objetivo é sensibilizar a comunidade e os pais para este problema grave da sociedade. 2014 marca os 10 anos deste dia em Portugal.

 

 

 

 

Voz off 1: Muito mais do que um aviso. Os pais vivem em alerta constante, para os perigos a que as crianças possam estar sujeitas.

 

Entrevistado 1: É as pessoas que andam aí, nas ruas, querem levar as crianças para o tráfico e assim.

 

Voz off 2: De acordo com o Instituto de Apoio à Criança, os números mais elevados de desaparecimentos registaram-se em, Lisboa, Setúbal e Porto.                                                                                                                     

 

Entrevistado 2: A prevenção começa nos pais e na atenção que os pais transmitem aos filhos, para estarem na sociedade.

 

Voz off 3: É preciso olhar para trás e seguir em frente. O número de crianças desaparecidas tem vindo a aumentar cada vez mais.

 

Entrevistado 3: É um dia que pouca gente sabe que existe, acho que deveria ter mais divulgação, mais divulgação sobre o que os pais podem fazer para poder prevenir estas situações e o que os educadores também poderão fazer, em conjunto com a família, também com a comunidade, para ter sempre uma criança protegida.

 

Voz off 4: Não nos podemos esquecer que as crianças não são números, são pessoas. A quem é devido, não só proteção especial, mas respeito e dignidade.

 

 

 

Texto: Hugo Ramos e Tânia Durães

Imagem e som: Vítor Pinto

publicado por taniaduraes às 08:16

Terça-feira, 20 de Maio de 2014

Texto pivô:

O centro islâmico do Porto, situado na rua do Heroísmo, é visitado diariamente, por vários fiéis muçulmanos. É um local de culto, de integração social e cultural que acolhe uma das comunidades da região.

 

 

 

 

Voz off 1: A Mesquita tem ganho um papel, cada vez mais importante, devido à grande diversidade de culturas e religiões na cidade do Porto.

 

Entrevistado 1: Primeiro faz parte da nossa religião e obriga-nos, temos de rezar, aqui nas mesquitas.

 

Entrevistado 2: A importância é que, primeiro é um dever de um muçulmano, para onde vai, fazer as suas orações e preparar o lugar de culto. E é também voltar às raízes, porque para muitos isto é Portugal, mas para mim isto é Alá na Luz.

 

Voz off 2: Uma das funções da Mesquita é apoiar a integração social, tornando-se mais do que um local de culto e oração.

 

Entrevistado 3: Este é o local de reunião dos muçulmanos, onde nós nos podemos encontrar, não só para as orações, mas também para os acontecimentos, como palestras e outros eventos, às vezes alguns fóruns de discussão, também existem, aulas de árabe. Portanto, é um espaço, digamos assim, de comunhão de todos os muçulmanos e é importantíssimo para a comunidade.

 

Entrevistado 4: A comunidade cresceu muito, quatro ou cinco famílias, hoje em dia graças a deus, já somos, cerca de cinco mil muçulmanos a viver aqui no Porto e nos arredores. Nós, por exemplo, aqui, damos aulas às crianças, ensinámos às crianças a religião. Também temos reuniões regulares com as pessoas, fazemos reuniões para explicação da religião, dos conceitos básicos da religião, fazemos a ligação das outras entidades.

 

Voz off 3: Aberto diariamente para toda a população, a Mesquita é um local de união dos muçulmanos desta região.

 

 

 

 

 

Texto: Hugo Ramos e Tânia Durães

 

Imagem e Som: Vítor Pinto

publicado por taniaduraes às 04:09

Terça-feira, 29 de Abril de 2014

Texto pivô:

A Biblioteca Pública Municipal do Porto tem sofrido, nos últimos anos, um aumento do número de utilizadores.

 

 

 

 

 

Voz off 1: Podem ser muito diversas as razões, que estão na origem do aumento do número de utilizadores.

 

Entrevistado 1: Neste momento digitalizar, adquirir material livro, torna-se bastante mais oneroso do que utilizar os fundos públicos.

 

Entrevistado 2: O aumento do número de estudantes no ensino superior e nos cursos, o que faz com que, mais estudantes precisem de frequentar este tipo de espaços.

 

Entrevistado 3: Ultimamente tem vindo a subir o número de leitores, não só por causa da internet, mas também porque sendo uma biblioteca patrimonial, há documentos que só existem aqui.

 

Voz off 2: A Biblioteca Municipal do Porto disponibiliza aos utilizadores recursos e tecnologia informática, para um uso efetivo da informação.

 

Entrevistado 4: A utilização do que está disponível online, nas bibliotecas, não em retira, ou melhor, não me afasta das bibliotecas, pelo contrário, motiva-me.

 

Entrevistado 5: Há uns que, os mais puristas, poderão achar que as novas tecnologias não se coadunam com uma biblioteca municipal, mas há pessoas que preferem trabalhar sem suporte tecnológico. Pode ser um meio de afastamento, como também, por outro lado, de aproximação a estes espaços.

 

Entrevistado 6: Embora se tenha alargado toda a informação que nós temos, na internet, o livro vai continuar, vai continuar a ser importante. Claro que, apesar de tudo, há uma desmaterialização, não é, há uma desmaterialização e as bibliotecas não podem ser vistas como um armazém de livros, mas sim principalmente, como locais, onde aceder a uma informação.

 

Voz off 3: Há uma necessidade de promover, difundir e aumentar os hábitos de leitura, tendo em conta a mudança de práticas de leitura, que conhecem novos hábitos, novos espaços e novas funcionalidades.

 

 

 

Texto: Hugo Ramos e Tânia Durães

Imagem e som: Vítor Pinto

 

 

 

 

 

publicado por taniaduraes às 03:15

Terça-feira, 15 de Abril de 2014

Texto pivô:

A marina de Gaia recebe, pela primeira vez, a Feira Campo. Proporcionada pelo Qualifica, esta tem o objetivo, de apelar ao desenvolvimento de produtos tradicionais portugueses.

 

 

 

 

Voz off 1: O público vê o produto tradicional como o que tem mais qualidade.

 

Entrevistado 1: Eu acho que o produto tradicional tem mais qualidade, muito mais qualidade, pelo menos no sabor.

 

Entrevistado 2: Eu gosto mais das coisas mais tradicionais, do que das coisas mais fabricadas, dos enchidos de fábrica, dos presuntos, etc.

 

Entrevistado 3: O dinheiro conta sempre, mas se o artigo for de qualidade, que a gente saiba que realmente tem valor, também apostamos mais um bocadinho na qualidade.

 

Entrevistado 4: Gosto de produtos tradicionais e à partida, são fabricados com mais pureza.

 

Voz off 2: São muitas as razões que influenciam o público a efetuar a sua compra.

 

Entrevistado 5: É evidente que sim, se eu provar uma carne que é feita no tempo dos nossos avós, feita em salgadeiras e coisas do género, não tem nada a ver com aquilo que a gente compra hoje nos hipermercados.

 

Entrevistado 6: Primeiro são portugueses e eu acho que devo fomentar a economia nacional e em segundo plano acho que devo incentivar as pessoas que fazem.

 

Entrevistado 7: Os produtos são mais frescos, nos hipermercados são comprados em grandes quantidades, são guardados em câmaras frigoríficas e tudo isso vai alterando o paladar e a textura.

 

Voz off 3: Divulgar o produto, implementá-lo no Mercado e fazer com que cada vez mais pessoas o conheçam é o objetivo dos produtores.

 

Entrevistado 8: O mais importante é a divulgação e depois rentabilizar se for possível.

 

Entrevistado 9: Dar a conhecer o que nós temos de bom, no nosso Portugal. Acho que cada vez mais temos uma grande seleção e as pessoas começam-se a aperceber que o produto tradicional, realmente o que é bom e a diferença dos hipermercados para os pequenos produtores.

 

Entrevistado 10: O público, há pessoas que querem só o que é bom, não se importam de comprar o que é tradicional, que é o melhor, nem perguntam o preço.

 

Voz off 4: Mesmo nos tempos que correm, os produtos tradicionais continuam a ser a escolha dos portugueses.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Hugo Ramos e Tânia Durães

Imagem e Som: Vítor Pinto

 

 

publicado por taniaduraes às 15:43

Terça-feira, 01 de Abril de 2014

Texto pivô:

A rápida difusão da internet exerce mutações, no modo de vida das sociedades. De acordo com o inquérito realizado, em 2013, pelo Instituto Nacional de Estatística, mantém-se uma tendência no acesso das famílias, às novas tecnologias da informação e da comunicação.

 

 

 

 

 

Voz off 1: À medida que as tecnologias surgem e evoluem, a internet tem vindo a tornar-se cada vez menos visível. Hoje, é utilizada em qualquer meio ou lugar.

 

Voz off 2: Em que locais e quais os meios utilizados para aceder à internet?

 

Entrevistado 1: Em casa, utilizando o computador portátil e também tenho uma Pen.

 

Entrevistado 2: Em casa, em todos os locais onde existe Wi-Fi e também no trabalho.

 

Entrevistado 3: Em casa, através do computador e fora de casa através do iPad.

 

Voz off 3: Quase todas as famílias com computador e acesso à internet fazem-no principalmente em casa. Estas conectam-se através de banda larga, o que permite uma maior velocidade na navegação e na realização de atividades, através da internet.

 

Voz off 4: Todos os dias, milhares de portugueses utilizam o Google, o Facebook e o Youtube, como ponto de partida na internet.

 

Voz off 5: Quais são os sites mais visitados?

 

Entrevistado 4: Motores de busca, essencialmente, o meu próprio site e depois a meteorologia, por exemplo, e às vezes notícias histéricas, desporto, política.

 

Entrevistado 5: O E-Mail, o Google, motores de busca, Facebook

 

Entrevistado 6: Eu visito muitos sites em termos de trabalho, tenho coisas relacionadas com a economia, essencialmente. Em termos de lazer, visito o Cinecartaz e visito sites essencialmente ligados com viagens, ou ligados com cidades que eu pretendo visitar, é essencialmente isso.

 

Voz off 6: A internet é indispensável na vida das pessoas, que a utilizam a qualquer hora e em qualquer lugar.

 

 

 

Texto: Hugo Ramos e Tânia Durães

Imagem e som: Vítor Pinto

 

 

 

 

 

publicado por taniaduraes às 04:46

Terça-feira, 17 de Abril de 2012
Na cidade do Porto há sempre novos lugares e histórias a descobrir. O Dia Nacional dos Centros Históricos foi o pretexto para um passeio de elétrico pela baixa portuense.

Por: Pedro Silva, Regina Machado e Sara Castelo Branco

 

publicado por Regina Machado às 02:00

Segunda-feira, 05 de Março de 2012

 

 

Texto-Pivô:

É de metro em metro que a música encanta a cidade do Porto. A terceira edição da Música na Rua já chegou às estações. 

A cidade invicta viaja agora, a outro ritmo.

 

Texto da Reportagem: 

Voz Off 1 (Inês Almeida) - Arrancou dia 1 de Março, um ciclo de concertos diários nas estações de metro da Trindade e do Bolhão. Foram seleccionadas, por casting, 20 bandas e músicos que irão mostrar o seu valor, nesta terceira edição do evento, Música na Rua.

Já o tinham feito antes?

 

Vivo Entrevistado (Nuno Morteira) - Não. Ainda não. Foi a primeira vez que concorremos a este tipo de eventos.

 

Voz Off 1 - Qual foi a sensação de atuar para tantas pessoas?

 

Vivo Entrevistado (Nuno Morteira) - É boa, ajuda bastante para ganharmos experiência.

 

Voz Off 1 - Gostarias que a Câmara do Porto oferecesse mais actividades como esta?

 

Vivo Entrevistado (Rita Rute) - Sim, acho que são fundamentais hoje em dia, com todo o stress do dia-a-dia, ver estes pequenos momentos, fazem diferença no nosso dia.

 

Voz Off 1 - A partir do dia 1 de Abril, dár-se-à início ao processo de votação, via facebook, para que todos possam eleger o vencedor desta edição.

Os vencedores poderão participar em concertos organizados pelo Porto Lazer, como o Porto Sounds.

 

Vivo Entrevistado (Ricardo Pinho) - É agradável, à hora do almoço ouvir. Aliás, é em cidades como a Broadway e Londres, é rotineiro haver sempre isto.

 

Voz Off 1 - No verão, os concertos terão lugar no exterior, de forma a animar as ruas e avenidas, numa altura em que o Porto se enche de turistas, à descoberta da cidade.

publicado por inesousalmeida às 23:18

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

Numa Universidade do Porto está a decorrer uma campanha de recolha de mantimentos para animais. A campanha surgiu da iniciativa de 5 alunos e reverte para associações do Grande Porto.

 

 

 
publicado por saracbranco às 23:36

O Porto acolhe, no próximo fim de semana, um evento que se destina aos fãs da cultura oriental.

Portusaki é um evento que celebra a cultura japonesa e que vai ocupar durante dois dias o espaço do Hard Club.

 

 

publicado por líciacunha às 16:21

mais sobre mim

Agustina Uhrig Raquel Batista

Ana Luísa do Vale

Ana Martins

Ana Miranda

Ana Miranda

Ana Ribeiro

Ana Rita Azevedo

Ana Rita Azevedo

Ana Rita Castro e Mara Craveiro

Ana Silva

Ana Sofia Silva

Andreia Araújo

Andreia Oliveira; Gisela Silva; Marta Oliveira

Andreia Resende

Barbara Couto, David Soares e Fábio Costa

Barbara Viana da Mota

Beatriz Sousa

Beatriz Walviesse Dias

Bernardo Monteiro

Bernardo Monteiro

Bárbara Dias, Luana Teixeira, Sofia Coelho

Bárbara Dixe Ramos

Bárbara Oliveira

Bárbara Viana da Mota

Catarina Almeida

Catarina, Inês e Vânia

catarinarocha

Cláudia Carvalho, Soraya Évora, Diogo Rodrigues

culturaulp

Daniel Dias | Eduardo Costa | João Rocha

Daniel Gonçalves

Daniela Couto, Marta Andrade, Raúl Gaspar

danipinojtv

David Sancho

david_9

Diana Alves

Diana Ferreira

Diana Nogueira

Diana Pinheiro

Diogo Moreira

Débora de Sousa

Eduardo Costa

Esperança Joaquim

Esther Egea

fabio

Filipa Coelho

Francisca Rodrigues

Gabi Araújo

Gabriela Bernard, Inês Fernandes e Rafael Moreira

Gabriela Ferreira

Gabriela Silva |Eduardo Vinuesa |María León

Guilherme Cardoso

guillealonsof

Inês Fernandes

ivaniadcardoso

Joana Oliveira

Joana Vieira

joaovieiraallan

jornalismotv

jornalismovanessacunha

João Pimenta

João Tavares

Juliana Neves

Juliana Pinheiro

Jéssica Rocha

Leonor Ferraz

Lisandra Valquaresma

Lourenço Lopes

Lúcio Gomes Correia

Mara Craveiro

Maria Ferreira

Maria Flambó

Maria Inês Moreira

Maria João Silva

Marta Andrade

MartaBm

MaríliaGonçalves

Nádia Santos

Palmieri

Patrícia Dias

Patrícia Sofia Pereira

Pedro Faria

Pedro Lorador

Q'queres Morcão?

Rafael Oliveira

Rayne Fernandes

Renata Andrade

Ricardo Marques

Rita Silva

Rosária Gonçalves

Rui JM Fernandes

Sara Alves

Sara Calafatinho

Sara oliveira

Sara Silva

sessaomeianoite

Soraya Évora

Susana Moreira

t0pas

taniaduraes

TF

Tiago Ribeiro

Tiago Sá Pereira

vanessasanogueira

Vicente Garim

pesquisar
 
Maio 2020
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

17
21
22
23

25
26
27
28
29
30

31


Últ. comentários
Bom dia aos autores deste blog,Querem a ajuda da e...
https://verdade-rigor-honestidade-diferente.blogsp...
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro