Blog dedicado à unidade curricular de Jornalismo Televisivo da Universidade Lusófona do Porto

Quarta-feira, 11 de Março de 2020

Pivô: Já não precisa de ir a Aveiro para provar a tripa. O que começou por ser um erro, transformou-se num dos doces típicos da cidade.

Voz off 1: Cuidado com a dieta! Há uma nova tripa para provar na cidade do Porto. Não é a tripa à moda do Porto, mas à moda de Aveiro.

Reporter: Há quanto tempo conhece o doce “Tripa de Aveiro”?

Entrevistado 1: Isto? Já para aí há uns 10 anos.

Reporter: E recomenda?

Entrevistado 1: Recomendo. Tem as duas características, que é típico de Aveiro mas pode concorrer com os de cá do Porto.

Voz off 2: A tripa deixou de ser só um doce com sabor de a memórias de Verão da praia da Costa Nova.

Entrevistado 2: Nem toda a gente tem a mesma possibilidade de ir Aveiro comer uma tripa. Aqui, em Gondomar, não havia nenhuma. Por isso, potencial há muito.

Voz off 3: Passados mais de 100 anos, a receita e José Oliveira continua a mesma.

Entrevistado 3: Em Aveiro, o Zé da Tripa (mais conhecido por Zé da Tripa) que fazia só bolacha americana, e, entretanto, quando desligou a máquina pediram-lhe uma bolacha americana e a massa ficou mal cozida. Ele viu que ficava na mesma uma massa boa e elástica, que dava para dobrar e então, começou a criar a tripa e deu o nome por ficar mal cozida.

Voz off 4: A massa feita à base de ovos, farinha e açúcar, quando colocada na talaça, forma uma espécie de crepe que pode comer-se simples ou com recheios á escolha.

Entrevistado 3: A massa é confecionada por nós, fazemos a massa todos os dias, é fresca. Leva os ingredientes específicos da tripa, é do género da massa do crepe, só que, para quem for alérgico a lactose esta “é muita boa” porque não leva leite, é feita com água.

Voz off 5: É difícil ficar indiferente ao seu sabor e acredite que não tem de fazer das tripas coração para ficar satisfeito.

publicado por Cláudia Carvalho, Soraya Évora, Diogo Rodrigues às 23:17

BAE

Pivot – Há no Porto uma loja de sapatilhas raras que no segundo piso tem um museu que pode visitar.

 

Voz off 1 – Com lojas físicas em Guimarães e no Porto, o projeto Bae tem como objetivo mostrar ao público as várias marcas de calçado e de roupa menos conhecidas no mercado nacional.

 

Entrevistado – “Surgiu principalmente para preencher uma lacuna no mercado nacional de sapatilhas raras e posteriormente de roupa que também não se vendia cá em Portugal”.

 

Voz off 2- Edições limitadas com design especial e exclusivo são alguns dos artigos que se encontram nesta loja, não só de sapatilhas mas também de roupa.

 

Entrevistado – “Temos a Pata, somos a primeira loja em Portugal a ter Pata e vendemos marcas também que diria, em Portugal encontra-se em poucas lojas como a Comme Des Garçons e marcas escandinavas como a Soulland e a Wood Wood”

 

Voz off 3 - É no segundo andar que está o Bae museum, onde encontra sapatilhas clássicas originais, alguns com mais de 50 anos. A ideia é dar a conhecer alguns dos ténis mais icónicos e exclusivos de algumas marcas.

 

Entrevistado – “O museu surgiu através da ideia do nosso curador e buyer o Tiago, que é o maior colecionador de sapatilhas vintage em Portugal e decidiu também criar uma experiência para aqueles que visitam a loja”.

 

Voz off 4- Quem por aqui passa, conhece pares de sapatilhas e roupa exclusiva de marcas internacionais que já não se encontram no mercado.

A loja não vende produtos portugueses, mas têm marcas que são produzidas em território nacional como a Filling Pieces.

 

Realizado por Bárbara Oliveira, Débora de Sousa e Viviana Fangueiro

publicado por Débora de Sousa às 16:46

mais sobre mim

Agustina Uhrig Raquel Batista

Ana Luísa do Vale

Ana Martins

Ana Miranda

Ana Miranda

Ana Ribeiro

Ana Rita Azevedo

Ana Rita Azevedo

Ana Rita Castro e Mara Craveiro

Ana Silva

Ana Sofia Silva

Andreia Araújo

Andreia Oliveira; Gisela Silva; Marta Oliveira

Andreia Resende

Barbara Couto, David Soares e Fábio Costa

Barbara Viana da Mota

Beatriz Sousa

Beatriz Walviesse Dias

Bernardo Monteiro

Bernardo Monteiro

Bárbara Dias, Luana Teixeira, Sofia Coelho

Bárbara Dixe Ramos

Bárbara Oliveira

Bárbara Viana da Mota

Catarina Almeida

Catarina, Inês e Vânia

catarinarocha

Cláudia Carvalho, Soraya Évora, Diogo Rodrigues

culturaulp

Daniel Dias | Eduardo Costa | João Rocha

Daniel Gonçalves

Daniela Couto, Marta Andrade, Raúl Gaspar

danipinojtv

David Sancho

david_9

Diana Alves

Diana Ferreira

Diana Nogueira

Diana Pinheiro

Diogo Moreira

Débora de Sousa

Eduardo Costa

Esperança Joaquim

Esther Egea

fabio

Filipa Coelho

Francisca Rodrigues

Gabi Araújo

Gabriela Bernard, Inês Fernandes e Rafael Moreira

Gabriela Ferreira

Gabriela Silva |Eduardo Vinuesa |María León

Guilherme Cardoso

guillealonsof

Inês Fernandes

ivaniadcardoso

Joana Oliveira

Joana Vieira

joaovieiraallan

jornalismotv

jornalismovanessacunha

João Pimenta

João Tavares

Juliana Neves

Juliana Pinheiro

Jéssica Rocha

Leonor Ferraz

Lisandra Valquaresma

Lourenço Lopes

Lúcio Gomes Correia

Mara Craveiro

Maria Ferreira

Maria Flambó

Maria Inês Moreira

Maria João Silva

Marta Andrade

MartaBm

MaríliaGonçalves

Nádia Santos

Palmieri

Patrícia Dias

Patrícia Sofia Pereira

Pedro Faria

Pedro Lorador

Q'queres Morcão?

Rafael Oliveira

Rayne Fernandes

Renata Andrade

Ricardo Marques

Rita Silva

Rosária Gonçalves

Rui JM Fernandes

Sara Alves

Sara Calafatinho

Sara oliveira

Sara Silva

sessaomeianoite

Soraya Évora

Susana Moreira

t0pas

taniaduraes

TF

Tiago Ribeiro

Tiago Sá Pereira

vanessasanogueira

Vicente Garim

pesquisar
 
Março 2020
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Últ. comentários
Bom dia aos autores deste blog,Querem a ajuda da e...
https://verdade-rigor-honestidade-diferente.blogsp...
Os portistas estavam muito confiantes, mas este nã...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro